• Home
  • Blog
  • Business
  • Relatório setorial da ABIMO indica recuperação do setor de dispositivos médicos

Relatório setorial da ABIMO indica recuperação do setor de dispositivos médicos

Publicação reúne os dados disponíveis sobre o desempenho da indústria industrial no primeiro semestre de 2021

Segundo o relatório setorial da ABIMO, publicação que reúne os dados disponíveis sobre o desempenho da indústria de dispositivos médicos no Brasil, no primeiro semestre de 2021, comparando-o com o período idêntico anterior, a produção física melhorou bastante. Depois de afundar 11,9% no primeiro semestre de 2020, a indústria de transformação registrou crescimento de 14,5% em 2021.

No setor de dispositivos médicos, também houve recuperação, até mais relevante. Nota-se, por outro lado, que essa retomada em patamar superior, em 2021, também se deu por ocasião da queda mais acentuada no ano anterior. Tecnicamente, a base dos segmentos que formam o setor de dispositivos médicos estava mais deprimida e a velocidade da retomada reflete isto.

No que se refere ao segmento de aparelhos eletromédicos e eletroterapêuticos e equipamentos de irradiação, o crescimento no primeiro semestre de 2021 foi de 15,4%, número quase idêntico à queda apresentada no ano anterior. Em relação ao segmento de instrumentos e materiais para uso médico e odontológico e de artigos ópticos, a alta foi bem mais expressiva: 31,9%. 

A balança comercial do setor registra déficits faz anos. As importações superaram as exportações, historicamente. No primeiro semestre de 2021, o déficit cresceu pouco mais do que 2% frente ao mesmo período do ano passado, saindo de US$ 2,06 bilhões para US$ 2,11 bilhões. As exportações patinaram, recuando 4,7%, uma vez que eram, no primeiro semestre de 2020, US$ 377 milhões e que passaram a ser, em 2021, US$ 359,2 milhões. Do lado das importações, a elevação foi de apenas 1%, em idêntico intervalo comparativo de tempo. Em valores absolutos, as importações foram incrementadas em somente US$ 25,2 milhões, no primeiro semestre de 2021. Como resultado, é possível inferir que a indústria nacional ampliou sua participação no mercado interno, recuperando, ainda que parcialmente, parte do fornecimento no Consumo Aparente de Dispositivos Médicos – análise confirmada pela expansão bem mais acelerada da produção nacional do que das importações. Todavia, para se ter certeza do tamanho desse aumento da participação do fornecimento ao mercado doméstico, é necessário aguardar os dados consolidados do ano – algo que será demonstrado no Relatório de 2021- 2022, que a ABIMO divulgará no primeiro trimestre de 2022. 

Confira o Relatório Setorial ABIMO - Dados e perspectivas - 1º semestre de 2021

Com informações da ABIMO

Artigos relacionados

  •  +55 11 2365-4336

  • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

  • Estamos em  São Paulo

  • Alameda dos Maracatins, 1217 - Conj. 701
  • Indianópolis - São Paulo - SP

Cadastre-se em nossa newsletter

Nos conte o seu nome :)
Acho que existe algo errado em seu e-mail.

Olá, esse é o canal via Whatsapp da Medical Fair Brasil. Aqui você tira dúvidas sobre assuntos como: inscrição, quero expor, palestras e assuntos relacionados a feira.

WhatsApp
Close and go back to page